Mãe de Deus e Jesus Cristo Pastoralis - 2 anos com você! Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Santa Sé Concílio Vaticano II
Nome:   Senha:      Fazer cadastro

Bookmarks

Indicar isto em:

Últimos Artigos

A Bênção que Faz Multiplicar
Publicado por Tht em 31/7/2011 (954 leituras)
A Bênção que Faz Multiplicar
Dom Orani João Tempesta
Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro

A cada final de semana, a riqueza da Palavra de Deus ilumina nossa vida e nossos caminhos. Depois do "discurso em parábolas", em que Jesus revelou aos seus discípulos os "mistérios do reino dos céus", Mateus continua seu Evangelho com uma nova e longa seção (Mt 13, 53-17, 27) que prepara o que muitos chamam "Sermão da vida da comunidade" (Mt 18): nele encontramos narrativas e diálogos alternados que focam sua atenção sobre a formação dos discípulos, que constituem o fundamento da Igreja.

A liturgia faz a escolha de algumas textos, para uma melhor compreensão da mensagem evangélica, porém é desejável que as ausências de alguns trechos naqueles proclamados pela Liturgia forneçam um maior interesse para a leitura pessoal, a leitura orante, a lectio divina.

Neste décimo oitavo domingo do Tempo Comum, a liturgia nos apresenta a passagem de Mateus 14, 13-21, a "multiplicação dos pães", particularmente importante na tradição evangélica, e um dos mais conhecidos do povo cristão. O episódio é repetido em todos os evangelistas, o que demonstra o fato e o anúncio que esse trecho nos traz.

O texto abre-se referindo-se a Jesus com a notícia que foi trazida pelos discípulos de João Batista, que ele fora preso e morto por Herodes. Essa informação é importante porque nos mostra como Jesus reage a esse acontecimento: "Jesus saiu de lá num barco para um lugar solitário." Uma reação semelhante foi observada por Mateus em Jesus, depois de descrever a forma como a multidão estava satisfeita: “Logo após, obrigou os discípulos a entrar no barco e precedê-lo para o outro lado, enquanto ele despedia a multidão. E despedindo-se da multidão, ele foi para o monte e continuou a orar "(Mt 14, 22). Assim, a história da "multiplicação dos pães" está dentro destas anotações sobre o comportamento de Jesus: o ponto comum dessas duas reações é uma escolha de solidão. Esta é a mesma reação a dois eventos opostos: o primeiro é o trágico acontecimento da prisão de João, que representa a tristeza da morte de um profeta e mesmo o perigo de morte que se aproxima para Jesus; o segundo é o feliz acontecimento de uma multidão satisfeita, que alcança um resultado positivo.

Fracasso e sucesso em Jesus causam a mesma reação, a mesma atitude, a mesma decisão: a solidão e a oração. O fracasso pode levar à decepção, a ilusão de sucesso. Solidão e oração são as atitudes normais de Jesus diante dos acontecimentos de vida, e isso revela que ele é, essencialmente, uma pessoa livre.

O Evangelho deste domingo narra um grande milagre realizado por Jesus de Nazaré: a multiplicação dos pães e dos peixes. São Mateus diz-nos que o Mestre teve compaixão da multidão que o havia seguido das cidades (Mt 14, 13), desceu do barco, onde havia se retirado para orar ao Pai, e começou a curar os que estavam enfermos (v. 14). Jesus, indo ao encontro da multidão necessitada da Verdade, incentiva todo cristão a testemunhar o amor, a anunciar com firmeza que a salvação veio ao mundo através do sacrifício do Verbo Encarnado, que, oferecendo-se uma vez por todas, tornou possível para cada homem e mulher participar da vida divina.

Essa participação é implementada na vida da Igreja através dos sacramentos, sinais concretos que revelam a união do homem com Deus. Desse modo, o cristão, transformado por este encontro, torna-se um instrumento de Deus, evangelizador da Palavra, aquele que procura a multidão ansiosa pela libertação. São Mateus nos diz que, chegada a noite, Jesus ordenou aos seus discípulos para alimentar a multidão reunida em torno dele, com apenas cinco pães e dois peixes. Todos puderam comer e saciar-se do alimento abençoado que lhe foi oferecido pelo Senhor (v.20), aliás, sobraram outras cestas de peixe (v.20).

O milagre indica que só o Mestre pode satisfazer a fome que domina o nosso ser. Os pães oferecidos à multidão simbolizam a imagem do Filho de Deus que se entrega à morte e se torna alimento para nós. Saciando-nos com a Eucaristia, na verdade, saboreamos a nossa identidade: ser filhos de Deus, e seguir em frente na fé, até o encontro com o Senhor.

A multiplicação dos pães e peixes é para nós um sinal de que somos chamados a nos comprometer com as pessoas – dai-lhes vós mesmos de comer – e acreditar que o pouco abençoado por Jesus se multiplica para que através dos discípulos todos possam ser saciados.

É a nossa missão: colocarmo-nos nas mãos do Senhor, consagrarmo-nos a Ele e, como Igreja, distribuirmos o alimento da vida ao nosso povo. Podemos ser poucos para tantos trabalhos e grande é a missão, mas, mesmo assim, deve haver o anúncio de que a multiplicação se realiza diante de nossos olhos. É a esperança de que a Vida vai acontecendo, quando os discípulos de Jesus o obedecem e se deixam abençoar por Ele, vivendo uma vida consagrada.

Irmãos, escancaremos o nosso interior ao amor divino do nosso Redentor: ele irá satisfazer nossas necessidades reais, e chegaremos, desse modo, a ser arautos da liberdade, homens resgatados, testemunhas do Deus que é Amor.


Fonte: Arquidiocese do Rio
Você pode enviar artigos para nós a partir da opção respectiva no menu principal.
Eles devem estar assinados e com a fonte especificada, serão avaliados e podem ser publicados, sofrendo edição se necessário à adequação de nossas políticas internas.

Em todo caso, a responsabilidade pelas informações prestadas é dos respectivos autores dos textos.

Se você gostou deste artigo, partilhe suas opiniões usando os diversos mecanismos disponíveis: comentando, indicando-o através dos "bookmarks", compartilhando-os no Orkut©, Facebook© etc. Você também pode receber, em seu e-mail atualizações sobre novos artigos ou notícias, cadastrando-se em nossas newsletters, ou ainda utilizar nossos feeds (RSS).
Share
  Veja em artigo em formato PDF Imprimir artigo Enviar artigo

Outros artigos nesta categoria Publicado em Cliques
Testemunhar como João
11/12/2011
2238
O Senhor Vem
27/11/2011
2117
A Missão é Serviço
02/11/2011
2207
O Convite
10/10/2011
2079
Trilhar o Caminho do Perdão
14/9/2011
1321
Santidade, Conversão, Correção
04/9/2011
1226
O Papa e a Jornada Mundial da Juventude
26/8/2011
847
A Assunção de Maria
20/8/2011
902
Vida para Todos
15/8/2011
807
Sou Eu, não Temais!
07/8/2011
780
A Bênção que Faz Multiplicar
31/7/2011
955
A Importância da Comunicação na Vida da Igreja
21/7/2011
1021
Semear a Palavra de Deus
11/7/2011
1042
Parabéns, Papa Bento XVI!
02/7/2011
1027
Unidos pela Oração no Jubileu Pontifício
11/6/2011
945
Fátima no Rio de Janeiro
29/5/2011
1102
Beata Irmã Dulce
21/5/2011
1143
Maria, Mãe da Igreja
13/5/2011
1586
Páscoa, Dom Eugenio e a Mídia
06/5/2011
1063
Boas Notícias
23/4/2011
1144
A Liturgia e a Vida
17/4/2011
987
Vida Nova Batismal
10/4/2011
829
Quaresma e Iniciação Cristã
03/4/2011
1125
Jesus e a Samaritana
27/3/2011
1509
Confissão Hoje
13/3/2011
1053
A Providência e o Planeta
06/3/2011
862
Presbítero Missionário
27/2/2011
1055
Preparação para o Matrimônio
20/2/2011
1121
XIX Jornada Mundial dos Doentes
13/2/2011
922
O Curso para Bispos
04/2/2011
978
João Paulo II e o Rio de Janeiro
31/1/2011
874
Solidariedade e Paz
22/1/2011
995
É Preciso Falar de Paz
26/11/2010
985
Pessoas Felizes
08/11/2010
1062
Comunhão dos Santos
03/11/2010
997
Romaria dos Bispos
25/9/2010
867
Misericórdia e Reconciliação
17/9/2010
1018
Pátria e Cidadania
05/9/2010
997
Luzes e Sombras
02/9/2010
921
Vocações, Orações, Missões
29/8/2010
1125
Assunção de Maria e a Nossa Vida
16/8/2010
1011
Esperança e Alegria na Páscoa
30/3/2010
1749
Pastoral Digital
18/3/2010
1340
O Nosso Futuro
04/3/2010
1011
O Caminho da Páscoa
12/2/2010
1260
Pastoral Cibernética
01/2/2010
1189
São Sebastião, Padroeiro do Rio
22/1/2010
1162
O Plano da Intolerância
19/1/2010
1382
A Vida Batismal
14/1/2010
1028
Paz e Ecologia
05/1/2010
917
Vida Nova
31/12/2009
889
Um Menino Nos Foi Dado
23/12/2009
943
Maria e o Advento
07/12/2009
2020
Advento, Tempo de Esperança
29/11/2009
3570
O Silêncio e o Encontro com Deus
14/11/2009
2740
"Ai de Mim se não Evangelizar"
22/10/2009
1423
O Caminho da Simplicidade
11/10/2009
1262
Círio no Rio de Janeiro
21/9/2009
1422
Mês da Bíblia, Mês de Reflexão
11/9/2009
3654
A Propósito do Acordo
30/8/2009
1274
Ano Sacerdotal
22/8/2009
1876
Expectativas com Relação ao Acordo Brasil-Santa Sé
21/8/2009
1762
Semana da Família
14/8/2009
2430
A Nova Carta Encíclica de Bento XVI: A Caridade na Verdade - III
09/8/2009
3732
A Nova Carta Encíclica de Bento XVI: A Caridade na Verdade - II
05/8/2009
2923
A Nova Carta Encíclica de Bento XVI: A Caridade na Verdade - I
02/8/2009
3833
O Acordo Brasil e Santa Sé
12/7/2009
1421
Sempre a Unidade
05/7/2009
1239
Junho e a Paz
28/6/2009
1159
Missão Permanente
20/6/2009
2521
Alimentados, Caminhemos!
13/6/2009
1256
Ano Sacerdotal
09/6/2009
1455
Maio e Pentecostes
31/5/2009
1328
Novas Tecnologias, Novas Relações
22/5/2009
1222
Violência e Paz
26/4/2009
3202
Tempo de Agradecer
19/4/2009
2531
Páscoa e Ressurreição
12/4/2009
2469
Desafios da Campanha da Fraternidade
01/3/2009
3131
Não Matar
27/1/2009
1239
Acordo Brasil e Santa Sé
23/11/2008
2228
É Tempo de Missão
12/10/2008
1743
Primavera
20/9/2008
1676

Rede Católica